Não foi Marcelo que ganhou a eleição

Se não entender que não ganhou um aval da cidade, Marcelo vai ser só uma transição até 2024.

É um erro acreditar que o PT voltou a ganhar as eleições em Mauá. Não foi o Marcelo que ganhou o segundo turno, foi o Atila que perdeu.

O PT teve menos que 20% dos votos em Mauá no primeiro turno. E apesar do antipetismo propagado nos últimos anos não foi ele o maior responsável pela baixa votação e adesão ao projeto petista em Mauá.

Para efeito de comparação é importante olhar para a intenção de voto para presidente em Mauá na mesma época das eleições. Lula tinha quase 40% de intenção de votos na cidade (Bolsonaro tinha o mesmo percentual de intenção de votos entre os válidos). Na região do Zaíra, cerca de 20% dos eleitores da cidade, Lula tinha quase 50% das intenções de voto.

Marcelo teve voto de apenas metade dos eleitores de Lula no primeiro turno (no Zaíra apenas um terço de quem votaria em Lula votou em Marcelo)  e dois fatores explicam isto.

O primeiro fator é de que o PT de Mauá não tem hoje, para o eleitor de Mauá, a cara de Lula e nem a cara do próprio PT. Isto advém do desgaste das duas últimas administrações petistas na cidade, que não foram boas,  e da incapacidade do partido de articular, e de comunicar,  um projeto de cidade  até mesmo só para os eleitores do partido.

O outro fator é um nítido avanço de Atila sobre o eleitorado petista, sobretudo no Zaíra e no eixo da Avenida Barão de Mauá.  E pra urna pouco importa se isto foi fruto de políticas assistencialistas.

Para que o grupo hegemônico do PT de Mauá possa implementar um projeto de cidade de longo prazo, se é que tem, precisa conquistar corações e mentes da parte do eleitorado petista que hoje está com Atila, dos setores petistas que tenta isolar e também de pelo menos uma parte dos outros 60% da cidade.

Se não entender que não ganhou um aval da cidade para seu modo de fazer política e não ampliar para além de si a gestão de Marcelo vai ser só uma transição para entregar a cidade a outro grupo em 2024.

OLHO – PT de Mauá não tem hoje a cara de Lula e nem a cara do próprio PT.

Autor: Mateus Prado Henfil, Educador, cursou Sociologia na USP e Medicina na UFRJ e é graduado em Administração Pública pela USP.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s