Drones se mostram essenciais para combater queimadas

O uso de drones ajuda a localizar focos de incêndios e prevenir acidentes

A tecnologia está cada vez mais presente em nossas vidas em diferentes setores, seja para melhor comodidade ou até mesmo para a nossa segurança. Como queimadas são devastadoras para o meio ambiente, unir o uso de drones para evitar incêndios é uma ideia inovadora e muito eficaz.     

E é isso que o Grupo SEGlife vem implementando cada vez mais em seu meio de atuação: na segurança de parques e áreas florestais. Com o uso de drones, buscam detectar pequenos focos de incêndio e impedir que eles se alastrem.

Essa empresa paulistana visa quebrar paradigmas e mostrar que também é possível aliar a sustentabilidade e inovação. Segundo o CEO do Grupo SEGlife, Sílvio Ramos, investir em tecnologia se mostra cada vez mais essencial. “Temos investido pesado em tecnologia para conseguir proteger ainda mais e atuar em espaços que não conseguiríamos antes, com o uso de drones em parques, conseguimos observar pelo ar coisas que não seriam possíveis por métodos comuns.” e ele complementa: “Existem muitas áreas de difícil acesso nos lugares onde atuamos, e os drones têm se mostrados essenciais para cobrir todo o espaço”, comenta.

Ele ainda pontua que a empresa cuida aproximadamente de mais 500 mil hectares de área verde, atuando em mais de 48 parques por todo o estado de São Paulo. “Nossos principais contratos no verde são com toda certeza os parques urbanos da cidade de São Paulo, e os estaduais que englobam o Parque Estadual da Serra do Mar/ Mata Atlântica, mas muitos desses parques contam com locais de difícil ou quase impossível acesso para seres humanos”.

Tecnologia sem perder a humanização do trabalho

“É sim importante focar na tecnologia para conseguir proteger ainda mais o maior patrimônio da humanidade, porém temos que manter um trabalho humano e mostrar para o público que nossos colaboradores não são vigilantes sem nomes.”, para isso, Sílvio diz que a empresa vem investindo bastante na capacitação de seus quase 1000 vigilantes para que eles atuem na proteção do verde realizando pequenos atos em favor do meio ambiente até mesmo fora do horário de trabalho.

E a proteção não se dá também só na área marcada, como também nas comunidades ao entorno dos parques: “Tem muita gente que mora perto dos parques ou passa por eles para voltar do trabalho, nossos colaboradores humanamente ajudam na proteção dessas pessoas com orientações de segurança e preservação, chegando até escoltá-los de volta ao lar de noite e até mesmo levando as compras, quando se faz necessário”.

Sílvio está preparado para mostrar os resultados da sua busca por um mundo mais sustentável na segurança na ISC Brasil, a principal feira de soluções integradas de segurança do Brasil: “Trabalhamos duro todos os dias para tornar a SEGlife cada vez mais sustentável, e em breve será possível ver e analisar tudo que temos reservado para o segundo semestre de 2022”.

O Grupo SEGlife

Fundado em 2009, o Grupo SEGlife busca se alinhar em três pilares fundamentais para tomar todas as suas ações, sendo eles, a sustentabilidade, a humanização dos seus serviços e o digital, quebrando antigos paradigmas que existem sobre empresas de segurança convencionais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s