Lázaro teve apoio durante fuga, suspeita secretário de Segurança de Goiás

Rodney Miranda suspeita que ex-mulher e ex-sogra mantinham serial killer escondido das forças policiais.

O secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, suspeita que Lázaro Barbosa teve uma rede de apoio composta pela ex-mulher e ex-sogra para se manter escondido das forças policiais durante os 20 dias de caçada ao assassino.

“Tínhamos certeza de que havia uma rede evitando que ele fosse pego pela polícia. Nela estava constando a ex-mulher e a ex-sogra. Soubemos que ele, possivelmente, iria para lá e montamos o cerco”, disse o secretário.

Caso Lázaro: entenda fuga de serial killer que mobilizou mais de 200 policiais

A ex-mulher de Lázaro foi ouvida pela polícia e pode responder na justiça pela possível contribuição na fuga de Lázaro. De acordo com a polícia, foram encontrados com o assassino cerca de R$ 4.400,00. Além disso, imagens capturadas por câmeras de segurança desde o início da caçada, até este domingo (27), revelam que o procurado trocou de roupas. Para o secretário Rodney Miranda, o dinheiro e as roupas podem ser indícios de que Lázaro teve ajuda externa para fugir.

“Esse dinheiro é mais uma prova de que ele tinha uma rede de cobertura. Pessoas envolvidas estavam tentando preparar a fuga de Lázaro do estado de Goiás e até do país”, explica o secretário.

Na última quinta-feira (24), um fazendeiro e seu caseiro foram presos pela polícia por suspeita de colaborar com a fuga de Lázaro. Na delegacia, o caseiro disse que o assassino estava escondido na propriedade e o patrão ajudou o fugitivo, inclusive, com refeições e abrigo. No entanto, ainda segundo o caseiro, nem Lázaro e tão pouco o fazendeiro dormiam na chácara. Após ser ouvido pela polícia, o caseiro foi solto. Já o fazendeiro continua preso preventivamente.

“Prendemos dois psicopatas que estavam ajudando ele”, afirma secretário sobre caso Lázaro

O fim da caçada

Lázaro Barbosa foi morto pela polícia em confronto na manhã desta segunda-feira (28), em Águas Lindas de Goiás (GO), após 20 dias de intensa busca pelo foragido na região do entorno do Distrito Federal.

O acusado trocou tiros com a polícia em mata próxima da casa da sogra e a cerca de 14 km de onde esteve escondido recentemente, em uma chácara na região do distrito de Girassol. Ele foi alvejado por várias vezes e nenhum policial foi ferido na ação. Lázaro Barbosa foi levado para o hospital de Águas Lindas de Goiás onde o óbito foi confirmado. O corpo foi encaminhado para o IML de Goiânia e, após perícia, será liberado para a família.  

“Foi uma grande missão principalmente pelo número de pessoas e agências envolvidas. Estou muito feliz e muito orgulhoso de ter trabalhado com uma equipe tão boa”, comemorou Rodney Miranda.

O caso

Natural do estado da Bahia, Lázaro Barbosa, de 32 anos, é acusado de matar uma família na área rural de Ceilândia Norte (DF) e um caseiro no distrito de Cocalzinho de Goiás, além de balear outras quatro pessoas e fazer três de reféns durante o período em que ficou foragido. Ele também é indiciado por vários assaltos em chácaras do Distrito Federal e da região do Entorno, em Goiás.

A megaoperação para capturar o assassino envolveu mais de 270 policiais, cães, helicópteros, drones e equipamentos tecnológicos de ponta. As forças policiais do DF e de Goiás, com apoio Federal, atuaram 24 horas por dia para encontrar Lázaro.

O criminoso também foi condenado por assassinar duas pessoas no município de Barra do Mendes (BA) em 2007, segundo informações da Polícia Civil local. Ele chegou a ser preso após se entregar, na época. Porém, dias depois de confessar a autoria das mortes, fugiu da penitenciária.

Em 2009, Lázaro foi preso novamente, em Brasília, por suspeita de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo.

Fonte: Brasil 61

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s