Lojistas do Jardim Zaíra, Oratório e Parque São Vicente querem bases fixas da GCM com Guardas

Desde meado de dezembro de 2020 as bases da GCM (Guarda Civil Municipal) no Jardim Zaira, Oratório e Parque São Vicente estão sem guardas municipais.

Implantadas pelo governo anterior as bases fixas da GCM nos bairros e também as bases móveis nas proximidades do acesso ao rodoanel, colaboraram em muito para a diminuição dos índices de criminalidade. Passados quinze dias do início do novo governo, as bases estão praticamente abandonadas.

Em especial a base da GCM no Jardim Zaira, foi uma reivindicação dos lojistas associados a Câmara de Dirigentes Lojistas de Mauá (CDL), a base conta com móveis e equipamentos doados pela CDL em conjunto com os lojistas, água, papel higiênico, álcool em gel e produtos de limpeza são fornecidos pela CDL para ajudar na manutenção da base.

A base no Parque São Vicente, também contou com a ajuda dos lojistas do bairro que doaram móveis e utensílios.

Muito importante a base móvel do Jardim Oratório foi responsável pela mudança radical no bairro, antes visto como problemático, a base trouxe segurança e tranquilidade aos moradores, clientes e lojistas.

Para o presidente da CDL Mauá Josué Arruda as bases são fruto da integração da comunidade com o governo. “As bases da GCM contam com o total apoio dos lojistas, sempre que nos procuram ajudamos, acredito que logo todas as bases estarão em pleno funcionamento, pois é um grande benefício a população” disse.

Furtos e roubos voltam a acontecer no Jardim Oratório, segundo associados da CDL no bairro, clientes voltaram a sofrer com roubos a mão armada. Ontem (14) motoqueiro armado com revolver roubou um cliente que acabara de sair de um salão de cabeleireiro, o roubo aconteceu em plena luz do dia.

Em reunião de diretoria da entidade, ficou definido que haverá uma reunião com o novo prefeito e a CDL Mauá tratar de assuntos voltados aos lojistas. 

A CDL Mauá aguarda agora o agendamento da reunião com o prefeito.

Um comentário sobre “Lojistas do Jardim Zaíra, Oratório e Parque São Vicente querem bases fixas da GCM com Guardas

  1. Sobre essas bases elas não respeitaram a segurança do agente foram construídas deforma irregular ,pode-se reformular e trazer inspetores a esses locais mas com estrutura mais correta para que o trabalho de combate a violência tenha mais eficácia.
    A gcm de Mauá tem mais de 260 homens e mulheres dispostos a colaborar com a populacao .

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s