Capa da Glamour de novembro, Agnes Nunes conta como a música foi seu refúgio para lidar com o racismo, pressão das redes e sonhos para o futuro

Uma das vozes mais doces e fortes do país, aos 18 anos, conquistou milhares de fãs – incluindo seus ídolos Elza Soares e Caetano Veloso. O pontapé para a carreira veio quando tinha 12 anos e ganhou um teclado. A história se deu assim: “Queria muito um celular de Dia das Crianças porque morava em Sousa, bem no sertão, e sofria muito racismo. No caminho … Continuar lendo Capa da Glamour de novembro, Agnes Nunes conta como a música foi seu refúgio para lidar com o racismo, pressão das redes e sonhos para o futuro