Entidades protestam contra projeto que tira R$ 200 bi do pré-sal previstos para a educação

Mobilização convocada pela CUT, CNTE e FUP contesta projeto do governo Bolsonaro que privatiza o excedente do pré-sal que vai para a União, com grande prejuízo para setor educacional do país.

São Paulo – Entidades como CUT, Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e Federação Única dos Petroleiros (FUP) estão em Brasília, nesta terça-feira (12), protestando em defesa do Fundo Social do Pré-Sal. Criado em 2010, ainda no governo Lula, o fundo soberano recebe a parcela dos recursos do pré-sal, como royalties e participações especiais, que são destinados para investimentos em educação e saúde. Mas o recurso está em xeque com o Projeto de Lei (PL) 1.583/2022, em tramitação no Congresso, que propõe a desvinculação da receita de áreas sociais. 

Na tentativa de barrar o projeto, as entidades participam de audiência em defesa das empresas públicas e da soberania nacional no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, às 13h30. O debate faz parte do ato também convocado pelas frentes parlamentares mistas em Defesa da Petrobras, da Soberania Nacional e do Serviço Público. Em paralelo, desde a manhã desta terça, trabalhadoras e trabalhadores e entidades que atuam pela educação também promovem um tuitaço em que questionam “cadê o fundo?”. 

Fonte: Rede Brasil Atual

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s