Investimentos em UTIs e leitos que ficaram para a sociedade pós pandemia

Conheça melhor o SUS, um dos maiores sistemas de saúde pública do mundo, nessa série de podcasts ancoradas por Fabi Costa, uma conversa descontraída misturando números e histórias reais.

Oi gente, tudo bem com vocês? Fabi Costa aqui para o nono episódio da série de podcasts, Onde tem Sus, tem Vacina! E o tema de hoje é Unidades de Terapia Intensiva. As UTIs.

Vamos começar trazendo um dado super importante. Vocês sabiam que a oferta de leitos de UTIs aqui no Brasil aumentou cerca de 45% desde o início da pandemia? 

Hoje, existem 45.400 leitos de UTI no país. E a gente quis saber: tá, mas qual a estrutura necessária pra atender um paciente em estado grave de covid, por exemplo? 

Quem respondeu pra gente foi Maria Teresa, ela é sextanista de medicina, escuta só. 

“Os equipamentos necessários pro funcionamento da UTI, eles incluem: iluminação adequada, um ar-condicionado pra gente conseguir garantir uma temperatura adequada dentro do ambiente da UTI. Além disso, precisa da maca específica porque a gente precisa ter uma angulação do paciente correta e também a altura desse paciente, porque às vezes a gente precisa fazer algum procedimento naquele paciente, ali no leito mesmo. O monitor multiparamétrico, porque assim a gente consegue aferir a pressão arterial, a frequência cardíaca, a saturação de oxigênio e também a frequência respiratória do paciente. O suporte ventilatório, por meio de um sistema que fornece tanto oxigênio, quanto ar comprimido. As bombas de infusão de soro e de medicação, pra gente fazer a aplicação de medicamento tanto por via parenteral quanto via interal. O desfibrilador e o sistema de ventilação, por meio de respiradores e também dos ventiladores pulmonares. E o suporte tanto do laboratório quanto dos exames de imagem. De forma geral, esses são os principais equipamentos pra gente conseguir garantir uma atenção integral para esse paciente grave.”

Já deu pra perceber que é uma mega estrutura de salvar vidas, né? E uma das vidas salvas foi a de Gabriela, lá de Brasília.

Ela pegou Covid e o relato dela é de emocionar! Diz aí, Gabriela. 

“No início do ano eu fiquei alguns dias internada, devido à Covid. Acabei ficando na UTI, mas foi por poucos dias, fiquei uns 3 dias na UTI internada. Nenhum momento eu pensei que eu não pudesse sair dali de onde eu estava, daquela situação, porque eu tinha muita fé, pensamento positivo. A equipe médica ali no meu lado, me acolhendo. E me fez vencer essa doença, graças a Deus curada.”

O SUS segue investindo para salvar vidas.

Por isso, Onde tem SUS, tem vacina. E tem UTI também! 

Fonte: Brasil 61

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s