Mauá recebe 8.500 doses de vitamina A para crianças


Suplementação, disponível nas UBSs, não era entregue desde 2019

A Prefeitura de Mauá vem promovendo série de iniciativas para oferecer um melhor atendimento em saúde à população. Recentemente, o município recebeu 8.500 doses de vitamina A, direcionada a crianças de 6 a 59 meses, auxiliando no crescimento e na prevenção de doenças. Por ausência de pedidos ao Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A, o produto não era entregue na cidade desde agosto de 2019.

Os lotes trazem 3.000 doses de 100 mil UI (Unidade Internacional) para crianças de 6 a 11 meses, e 5.500 de 200 mil UI para menores de 12 a 59 meses.

As doses de vitamina A são administradas diariamente nas 23 UBSs (Unidades Básicas de Saúde), geralmente quando da visita ao local para a atualização da caderneta de vacinação. Ronaldo Adriano Carvalho Silva e a esposa, Anatália Oliveira Santos Silva, estiveram nesta sexta-feira (05/11) na UBS do Macuco. O casal levou a filha, a pequena Ana Beatriz Carvalho Silva, de 8 meses, para tomar a vitamina e também as vacinas.

“Toda ação voltada para a saúde é muito bem-vinda. As vacinas e a vitamina ajudam a suprir o organismo das crianças, então isso é muito importante para o crescimento saudável delas”, elogiou Ronaldo, que mora no Alto da Boa Vista.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) indica a suplementação para prevenir a carência, a xeroftalmia (olho seco) e a cegueira de origem nutricional. A utilização deve integrar um conjunto de estratégias para a melhoria da ingestão da vitamina A, sendo associado à diversificação da dieta.

A Prefeitura também está empenhada em reabastecer o estoque de medicamentos na rede municipal. Em janeiro, ao assumir o governo, a gestão se deparou com 198 dos 296 itens oferecidos à população pelo SUS (Sistema Único de Saúde), algo em torno de 67%.

Em setembro, a marca chegou a 86%, índice que não era registrado desde 2016. O incremento foi possível graças ao esforço da administração municipal, que deu andamento aos trâmites licitatórios para adquirir os medicamentos em falta na rede.

Atualmente, o estoque do município está em 87,5%, com um total de 259 produtos que são concedidos aos usuários das UPASs (Unidades de Pronto Atendimento), das UBSs (Unidades Básicas de Saúde), do CRS (Centro de Referência em Saúde) e dos CAPSs (Centros de Atendimento Psicossocial).

Entre os remédios que voltaram às prateleiras e são muito solicitados pelos munícipes estão omeprazol (para úlceras no estômago, intestino e refluxo), doxazosina (para a hiperplasia prostática benigna) e atenolol (para hipertensão e angina).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s