Brasil é vice-campeão do evento-teste da SSL Gold Cup

Na final realizada neste domingo (3), na Suíça, equipe brasileira foi superada na regata pela Croácia

A seleção brasileira de vela ficou com o vice-campeonato do evento-teste da SSL Gold Cup, disputado no Lago Neuchâtel, na Suíça. Na grande final deste domingo (3) contra Suíça, Hungria e Croácia, o barco brasileiro manteve bom desempenho e velocidade das provas anteriores, mas foi superado no final pelos croatas, que levaram o título. O terceiro lugar ficou com os húngaros.

O SSL Team Brazil venceu sete das oito regatas disputadas na competição, que serviu como ensaio para a SSL Gold Cup, evento marcado para 2022, também na Suíça. As provas serão no mesmo estilo da Copa do Mundo de Futebol com 56 equipes.

O barco foi comandado pelo maior medalhista olímpico do País, Robert Scheidt. ”Superou todas as nossas expetativas e estou muito contente e animado para o mês de junho. Vamos tentar colocar um time ainda mais forte. Pelo tempo que velejamos juntos evoluímos muito. Agora é pensar no ano que vem”, disse Robert Scheidt.

O veleiro contou com mais oito nomes de peso da modalidade como Martine Grael, Kahena Kunze, Henrique Haddad (coach), Gabriel Borges, Henry Boening, Juninho de Jesus, Joca Signorini, Alfredo Rovere e André Fonseca.

”Navegamos bem durante todo o campeonato e também na final. Fiquei muito contente por representar o Brasil nesse evento-teste para a Copa do Mundo do ano que vem”, disse André Fonseca, Bochecha.

”A gente se entrosou legal e estava manobrando bem o barco. Construímos uma equipe nesse tempo. A sensação era positiva para a final, mas é o esporte. A escolha do croata foi melhor no contra-vento pela direita. É uma equipe bem treinada também da Croácia e eles mantiveram a posição. Ficou aquele gostinho de quero mais! Quero mais treino, quero mais regata”, contou André Fonseca.

A regata final teve transmissão ao vivo do canal da Star Sailors League.

Assista aqui — https://youtu.be/GNBVH25nZtE

Os velejadores ficaram duas semanas na Suíça com o barco, que é uma versão do RC44, uma categoria bastante usada em regatas mundiais. O veleiro é one design e todas as equipes participantes da SSL Gold Cup terão o mesmo modelo nas provas.

”Foi um evento inovador na vela. Uma final com quatro barcos é sempre emocionante onde as equipes jogam todas as fichas nela. Não tem que fazer conta, quem ganha leva!”, explicou Henry Boening ‘Maguila’.

”A nossa equipe teve liga, muito entrosamento. São multicampeões, misturando profissionais, vencedores de Olimpíada, de volta ao mundo e de regatas internacionais”.

A ideia da equipe é se reunir novamente antes da SSL Gold Cup no próprio veleiro cedido pela organização ou em um barco parecido.

Resultados oficiais

https://tinyurl.com/4r8etstu

SSL Team Brazil

1 – Alfredo Rovere – proa

2 – Martine Grael – estratégia & grinder

3 – Henry Boening ‘Maguila’ – Grinder

4 – Kahena Kunze – segundo trimmer e grinder

6 – Juninho de Jesus – pit & runners

7 – Gabriel Borges – trimmer & jib/gennaker

8 – André Fonseca Bochecha: trimmer & grande/trav

9 – Joca Signorini – tática e grinder

10 – Robert Scheidt – timoneiro

20 – Henrique Haddad (Giga) – tripulante, coach e observador.

Gerente: Bruno Prada

Confira o ranking completo em https://www.starsailors.com/ranking.

A SSL Gold Cup será o campeonato ‘final’ do circuito com 56 nações entre os membros da World Sailing, para coroar a melhor nação da vela a cada dois anos. Em um esporte mecânico onde a corrida pela tecnologia às vezes atrapalha a corrida pela glória, a SSL visa a competição igualitária, em que o talento dos velejadores está na vanguarda e os campeões se tornam heróis que inspiram novas gerações. A SSL é um Evento Especial da World Sailing desde 2017.

Como na Copa do Mundo de futebol, as primeiras rodadas de qualificação selecionam os times que avançam para as fases eliminatórias. Todas as regatas são com flotilhas de quatro barcos em cada até as quartas de final. As equipes serão colocadas em chaves, com os oito primeiros colocados garantidos nas quartas-de-final.

Duas flotilhas de quatro competem nas quartas-de-final para selecionar as quatro equipes que participam da única regata da Grande Final. O vencedor da da Grande Final é coroado como a Melhor Nação da Vela. A SSL inventou este formato inovador e os fogos de artifício no final proporcionarão uma conclusão dramática para esta competição global.

Mais informações em https://goldcup.starsailors.com/

Entre em contato com a equipe On Board Sports:
Flavio Perez
flavio@onboardsports.net | redacao@onboardsports.net
+55 11 99949-8035
www.onboardsports.net

Fotos: Gilles Morele e Martina Orsine | SSL Gold Cup

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s