1,2 Bilhão para 333 Santas Casas e Hospitais Filantrópicos

O governador do estado de São Paulo lançou ontem, 30 de setembro, o novo programa de repasses financeiros para as Santas Casas e hospitais filantrópicos “Mais Santas Casas”. Maior programa de incentivo às Santas Casas e Hospitais Filantrópicos serão destinados 1,2 bilhão por ano para 256 municípios e 333 instituições contempladas. A partir de 1º de outubro os recursos já estarão disponíveis para às instituições. 

O atual secretário de Agricultura e Abastecimento, deputado Itamar Borges, coordenador da Frente Parlamentar das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos na Alesp, esteve no evento que contou com a presença do governador João Doria; do vice-governador Rodrigo Garcia; do secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn e do presidente da Fehosp (Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo), Edson Rogatti, entre outras autoridades. 

Itamar Borges, que tem uma luta intensa pela Saúde e pelas Santas Casas, destacou a importância do novo programa. “Enfrentamos um momento muito crítico no país, umas das maiores crises de saúde pública da sua história. Por isso, há uma grande necessidade de repasses financeiros. No período mais crítico da Covid-19, as Santas Casas e hospitais filantrópicos paulistas deram importante suporte, prestando atendimento a mais da metade dos casos da doença”, destacou o deputado licenciado. 

“O governo paulista tem sido sensível com essa realidade. E este investimento me deixa muito feliz e aliviado, pois acompanho de perto a luta dessas instituições. O recurso chega em um momento crucial, onde graças ao avanço da vacinação os casos de covid-19 tem diminuído, e consequentemente desafogado os atendimentos, porém as demandas reprimidas, como cirurgias eletivas e os demais atendimentos, precisam ser retomados”, completou Itamar.

Braço direito do atendimento ao SUS (Sistema Único de Saúde) – atendendo a mais de 50% da média complexidade e 70% da alta complexidade , os hospitais filantrópicos sofrem com a defasagem histórica, de quase duas décadas, do reajuste da tabela de procedimentos de atendimentos públicos.

Na ocasião, também foi anunciada uma nova linha de crédito, da ordem de R$ 300 milhões, voltada exclusivamente ao financiamento da aquisição de sistemas e equipamentos de energia solar fotovoltaica para estes estabelecimentos de Saúde: a linha ESG Saúde.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s