Santo André avança mais uma etapa na regularização fundiária da Vila Sacadura Cabral

Nesta quarta-feira foi realizada vistoria para acompanhar a realização do cadastramento e coleta de cópias de documentos dos moradores

Santo André, 26 de maio de 2021 – A Prefeitura de Santo André iniciou nesta quarta-feira (26) mais uma etapa do processo de regularização fundiária da Vila Sacadura Cabral, o cadastramento e coleta de cópias de documentos dos moradores que serão encaminhados ao Cartório de Registro de Imóveis.

Representantes da administração municipal e do Governo do Estado de São Paulo fizeram uma vistoria no bairro para acompanhar as ações relacionadas a esta nova fase. Estiveram presentes o vice-prefeito Luiz Zacarias, o secretário de Habitação e Regularização Fundiária, Rafael Dalla Rosa, e o secretário executivo da Habitação do Estado de São Paulo, Fernando Marangoni.

“Garantir moradia e dignidade da nossa gente continua a ser um dos principais pilares. A regularização dos imóveis traz segurança e qualidade de vida para milhares de famílias. Já avançamos muito neste processo e vamos expandir ainda mais, em um programa permanente da Habitação”, destacou o prefeito Paulo Serra.

Dentre as etapas da regulação fundiária do local, já foram realizadas a divulgação para a população e identificação de todos os imóveis existentes na área (selagem). A iniciativa conta com uma equipe técnica formada por arquitetos, engenheiros, advogados e assistentes sociais que desenvolvem todas as atividades previstas na legislação. Essas atividades em conjunto são realizadas tanto no escritório quanto na própria área em questão.

O secretário executivo da Habitação do Estado de São Paulo falou sobre a etapa em andamento. “Momento de felicidade. Estamos na etapa de finalização do cadastro de mais de 45 anos de espera para regularização fundiária do Sacadura Cabral. Temos a equipe da Prefeitura e do Estado trabalhando em conjunto para finalizar este cadastro, ir para cartório e entregar estes títulos de propriedade para a população no máximo até o primeiro trimestre do ano que vem”, afirmou Marangoni, que está à frente do programa Cidade Legal.

Todas as informações inseridas no cadastro são colocadas em uma listagem, que será enviada ao Cartório de Registro de Imóveis. Assim, no mesmo momento em que o registrador abrir uma matrícula para cada um dos lotes identificados, ele fará também o registro da posse ou da propriedade diretamente no nome do morador.

“É a conquista que todos os moradores daqui esperavam. A entrega dos títulos é sinônimo de segurança e casa própria”, pontuou o vice-prefeito Luiz Zacarias.

A entrevista, coleta da cópia dos documentos, além das informações necessárias ao estudo para a titulação dos moradores, serão feitas pelos técnicos do Consórcio CMT – empresa prestadora de serviços da Secretaria de Habitação do Estado de São Paulo, através do programa Cidade Legal. Portanto, é necessário que nos dias informados, cada um dos moradores tenha cópias dos seguintes documentos dos responsáveis de cada lote: RG, CPF (do casal) e Certidão de Casamento, com averbação e/ou atestado de óbito ou Escritura Pública de União Estável, se for o caso. Se solteiro, o munícipe precisa apresentar RG, CPF e Certidão de Nascimento.

“Para nós moradores é importante ter esse documento de posse. Moro aqui desde que nasci, há 39 anos, e agora tenho esse sentimento de segurança para investir ainda mais como moradora e comerciante”, comemorou a moradora da Vila Sacadura Cabral, Patricia Domingos Santos. O bairro conta com aproximadamente 514 lotes cadastrados, atendendo mais de 1.500 famílias andreenses, que aguardam há mais de 45 anos pela regularização dos imóveis.

Vistoria de obras da CDHU – Nesta quarta foi realizada também vistoria técnica no empreendimento da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU) no Jardim Ipanema. “Viemos conferir e vistoriar esta obra que está em pleno vapor para a entrega em aproximadamente 45 dias. O padrão deste empreendimento é um marco e demonstra que é possível oferecer estrutura de qualidade. Em breve traremos mais novidades para a Habitação na cidade, como as melhorias para o Jardim Santo André”, enfatizou Fernando Marangoni.

Intitulado Santo André K, o empreendimento conta com 260 unidades habitacionais divididas em cinco torres. “Estamos falando de um novo conceito e qualidade de obra. Em 60 metros quadrados, são dois dormitórios e um banheiro. São 15 pavimentos, dois elevadores por torre, 147 vagas de estacionamento, além de quadra, parquinho e espaço pet”, explicou o presidente da CDHU, Reinaldo Iapequino.

De acordo com o secretário de Habitação e Regularização Fundiária, Rafael Dalla Rosa, a parceria com Estado de São Paulo tem contribuído bastante no investimento e avanço na área habitacional na cidade. “Graças a esta parceria, temos antecipado investimentos para a cidade, como no Jardim Santo André. Com isso, conseguimos garantir melhorias na realização de obras de urbanização. O papel da Prefeitura é apoiar e auxiliar na parte social, aprovações de projetos e viabilidade para a regularização fundiária”, concluiu.

| Texto: Caroline Terzi

clterzi@santoandre.sp.gov.br / 4433-0142

| Fotos: Angelo Baima/PSA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s