O Fundeb é Nosso!

A Rede Sustentabilidade denuncia a articulação do governo federal para desviar dinheiro da educação para a sua finalidade educacional e sem educação de fato, com qualidade, gratuita e universal o Brasil jamais conseguirá superar suas desigualdades e as diferenças cruciais que afetam a educação das crianças. As escolas, os professores, as instalações educacionais e o ensino básico precisam ser preservados, nossas crianças necessitam ter condições e garantias de ensino para se desenvolverem como cidadãos aptos para as demandas da própria vida, das expectativas do País e da sociedade organizada.

Comprometida com a educação desde a sua fundação, a Rede Sustentabilidade que
concentra grandes pensadores da educação, pedagogos, técnicos e professores; agentes que atuam dentro das escolas e organizam frentes de debates para interesses específicos da educação. Comprometida, ela pede celeridade do governo federal para promover um debate amplo, robusto, inclusivo e democrático; respeitando o direito constitucional do País Não devemos aceitar que o direito a educação seja assodado do debate público desviando a finalidade do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e garantindo o dinheiro para as escolas, professores, diretores e pedagogos que atendem crianças que necessitam de escolas para se desenvolverem com autonomia e protagonismo das suas próprias histórias.

O professor e empreendedor social Fernando Oliveira se posiciona à favor do Fundeb e
contra o assalto do direito à educação, defende que a população menos assistida de Mauá e que seus filhos tenham acesso ao ensino básico para a garantia de futuro das pessoas. Não é aceitável que o desmantelamento do Ministério da Educação nesta atual gestão e a depredação da tradição escolar sejam submetidos aos crimes de irresponsabilidade executiva e pedaladas fiscais em prol de grupos privados que pretendem receber dinheiro direto do governo por intermédio das famílias, deixando a escola mais sucateada e com um déficit maior de atendimento à comunidade.

O empresário Paulo Souza, como o professor Fernando Oliveira, se posiciona de forma
contundente pelo direito básico das crianças terem escolas e exige que o debate seja para garantir mais recursos para a educação, mais vagas nas creches, professores valorizados e escolas em tempo integral que ofereçam diversas atividades para as crianças como garantam a dignidade humana no acesso aos bens de cultura e educação dispostas no programa educacional federal. Não há o menor cabimento que o dinheiro da educação seja desviado da sua finalidade pela política do governo
atual, é um retrocesso histórico que compromete conquistas de décadas e vai atrasar nosso desenvolvimento por mais de 50 anos. Não investir em educação é negar o futuro.

A Rede Sustentabilidade defende com todas as suas condições o direito e o acesso à escola das crianças e jovens, pede que a população brasileira reforce a pressão sobre seus deputados exigindo respeito ao dinheiro público destinado para o primeiro aprendizado e se coloca a disposição dos cidadãos mauaenses para tirar dúvidas, trocar informações e fortalecer a oposição ao ataque sistemático que a educação vem sofrendo, se posicionando de forma consciente pelos interesses da nação brasileira e rejeitando as políticas de governo que serão revogadas em 3 anos; porém, com impactos por 3 décadas ou mais. O crescimento econômico do Brasil passa pela educação, o investimento em pesquisa e ciência, o desenvolvimento tecnológico e as grandes políticas de protagonismo internacional. O Brasil precisa se comprometer com as metas de alfabetização e educação básica se quiser ter futuro, do contrário estaremos todos condenados ao pior passado que este País já viu. A Rede convoca os cidadãos que acreditam na educação como ferramenta de mudanças e se prontifica em defender o direito das pessoas a uma vida digna, justa, correta e humana. Pela Educação: O Fundeb é Nosso!

Por Chris Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s