Santa Catarina registra alto índice de ocupação em UTI

Federação Catarinense de Municípios (Fecam) se reuniu com autoridades da saúde para socorrer municípios, que estão enfrentando colapso no sistema por causa da pandemia do novo coronavírus.

O número de pacientes com covid-19 internados em leitos de UTI foi considerado o mais alto em Santa Catarina na última semana (12). A taxa de ocupação no estado, segundo dados coletados até 9 de julho, era superior a 67%. No total, são 522 leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), sendo 352 já ocupados.

Os municípios aguardam a liberação de 56 novos leitos pelo Ministério da Saúde. A Federação Catarinense de Municípios (Fecam) tem se reunido com representantes da pasta, da Federação dos Hospitais, da Associação dos Hospitais, do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e com a deputada federal e relatora da Comissão Externa Covid-19, Carmen Zanotto, para discutir a situação no estado.

A Fecam alerta também para a falta de medicamentos para sedação de pacientes e de bombas de infusão e de monitores para os respiradores. Entre as medidas adotadas pelos municípios para driblar essa crise, está a locação de leitos de hospitais e clínicas particulares para atender a população.

Das sete regiões de saúde em Santa Catarina, quatro já apresentaram aumento na taxa de ocupação na última semana. São elas: Foz do Rio Itajaí, da Grande Florianópolis, do Planalto Norte e Sul.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s