Quem Fala mais Grosso?

Há tempos que o Brasil não “uma semana sem conflitos entre poderes”. Não foi diferente nessa semana quando o Ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, desferiu palavras grosseiras e sem justificativa histórica ao criticar o Poder Executivo acerca de sua inércia na gestão da saúde pública do Brasil.

O ministro Gilmar Mendes (STF), ao longo de sua crítica, sugeriu que o Ministro Interino da Saúde, General Eduardo Pazuello, não tem atuado para resolver os problemas da saúde (conter o avanço do Coronavirus – COVID 19), além de lotear o Ministério da Saúde com militares, seja da reserva ou da ativa. Em sua fala, o ministro Gilmar estava em Portugal, ele faz referência a uma “política genocida”, o que em termos mais graves acusa o governo, através das criticas ao ministério da saúde, de praticar “mortes em massa” como ocorreu em regimes ditatoriais como Alemanha (Adolf Hitler), Itália (Benito Mussolini), Joseph Stalin (antiga União Soviética), Mao Tse-Tung (China), e outros que se utilizaram do poder para exterminar todos que discordavam do seu estilo de governo.

É importante que a sociedade brasileira, os gestores públicos, os líderes dos 03 poderes, assim como os meios de comunicação em geral tenham mais cuidado com suas expressões, pois se mal aplicadas, ou sem contexto histórico, poderá ampliar ainda mais o distanciamento entre o ideal e o razoável. Como assim? Está claro que os personagens da sociedade democrática, até então regime do Brasil, estão perdendo o senso do razoável no momento que expõem seus pensamentos, ou suas vontades, como se fossem determinantes para a solução de todos os problemas, ou ainda, que suas “palavras mágicas” devem ser seguidas por todos. Fica aqui mais um exemplo onde, “nem sempre se fala aquilo que se pensa”, e nesse caso o Ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, errou duas vezes.

 Primeiro por criticar o governo de seu país em solo estrangeiro, e segundo por utilizar um termo gravíssimo (genocídio) sem que o país tenha registro de tal crime “contra humanidade”! Sugestão: Equilíbrio, Sensatez, Respeito e Compromisso!#sensatez #razoabilidade #equilibrio

Lamartine Dourado

Economista e Consultor Financeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s