Mauá disponibiliza ‘Cartão Merenda Em Casa’ para estudantes da rede municipal durante quarentena

Segundo prefeito Atila Jacomussi, os pais dos alunos poderão utilizar os cartões de R$ 60 em supermercados e estabelecimentos comerciais_

Para prestar auxílio às famílias durante o período de isolamento social no combate ao novo coronavírus (Sars-Cov-2), o prefeito de Mauá, Atila Jacomussi anunciou o Cartão Merenda Em Casa para aproximadamente 22 mil alunos da rede municipal de ensino. Mães e pais dos estudantes poderão retirar o benefício nas escolas onde os filhos estão matriculados, pelo valor de R$ 60 mensais por criança, a partir da próxima, após chamamento.

Segundo Atila, o Cartão Merenda Em Casa é o maior programa de transferência de renda para alimentação de crianças, o auxílio valerá por três meses e injetará mais de R$ 2 milhões no comércio da cidade. “Assim, as mães e os pais poderão adquirir alimentos para os seus filhos, porque sabemos da importância da merenda escolar para as nossas crianças. Mas peço que usem o cartão em supermercados que não cometam sobrepreço e forneçam EPIs (equipamentos de proteção individual) aos funcionários”, solicitou.

A partir de segunda-feira (11), as escolas municipais entrarão em contato com os pais, a fim de informá-los das datas de retirada dos cartões e assim evitar aglomerações de pessoas, respeitando a orientação da OMS (Organização Mundial de Saúde), no combate à Covid-19. Os responsáveis pelos alunos começam a retirar o item no dia seguinte até sexta-feira (15), munido de documento com foto, sendo original ou cópia.

Mauá está em estado de calamidade pública constante desde 23 de março, em decorrência do avanço da Covid-19 pela cidade. Nesta sexta-feira (8), a cidade registrou 30 óbitos por coronavírus, seguido de 195 casos confirmados, 291 diagnósticos descartados, enquanto que 492 pessoas aguardam os resultados de exames. Em São Paulo, o governador João Doria anunciou a prorrogação da quarentena no Estado até o dia 31 de maio.

*Máscaras*
A partir deste sábado (9), quem sair às ruas de Mauá será obrigado a usar máscaras faciais em espaços e vias públicas, transporte coletivo, táxi ou caronas por meio de aplicativos (Uber e 99), estabelecimentos comerciais e industriais, por meio do decreto municipal 8.699/2020. A medida prevalecerá enquanto o município estiver em estado de calamidade pública constante.

De acordo com o prefeito, o governo municipal também realizará compra de máscaras de pano para distribuir à população carente. “Todas as pessoas serão obrigadas a usar as máscaras, para impedir o avanço do contágio. É uma medida difícil, mas necessária. Além disso, vamos comprar mais de 450 mil máscaras de pano, que poderão ser lavadas, para a população, porque não posso cobrar algo sem dar condições, principalmente às pessoas mais carentes”, destacou.

Conforme o decreto, o munícipe flagrado pela GCM (Guarda Civil Municipal) ou por um agente de fiscalização sem máscara receberá uma advertência. Na primeira reincidência, o infrator será conduzido até a sua residência, e caso o descumprimento se repita, terá de pagar cesta básica, que será encaminhada ao Fundo Social de Solidariedade, visando atender famílias em situação de vulnerabilidade social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s